Demanda por voos domésticos cresce 0,76% em abril

A consolidação das estatísticas operacionais das aéreas brasileiras registrou aumento de 0,76% na procura por viagens domésticas no Brasil em relação ao mesmo mês do ano passado. O resultado revela oscilação do ritmo de evolução do mercado, que vinha registrando crescimento médio pouco acima de 4,0% nos três primeiros meses de 2019. De forma individual, a maioria das empresas apurou no mês demanda igual ou superior a esse patamar. O número geral, entretanto, mostra o impacto da retração da AVIANCA diante de dificuldades financeiras e em meio ao seu processo de recuperação judicial. A oferta consolidada deixa ainda mais claro este efeito: retração de 1,04% na comparação com abril de 2018.

Com oferta e demanda consolidadas caminhando em direções opostas, o fator de aproveitamento dos voos teve incremento de 1,46 ponto percentual, chegando a uma ocupação de 81,96% em abril. Em linha com a demanda, o volume de passageiros transportados também apresentou pequeno crescimento, avançando 0,61% no mês, somando 7,3 milhões de viagens realizadas.

O mercado doméstico brasileiro registra 26 meses consecutivos de crescimento da demanda e do volume de passageiros. A oferta viu a interrupção de um ciclo de expansão contínua de 21 meses.

As estatísticas da ABEAR de transporte de passageiros em abril incluem as operações de AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM, MAP e PASSAREDO. Este conjunto representa 99,9% do mercado doméstico brasileiro. O próximo relatório da ABEAR, referente às operações do mês de maio, deixará de incorporar à consolidação do grupo de associadas os dados da companhia AZUL. A empresa desligou-se da entidade ao final de abril.

Acumulado no ano

Em comparação com os quatro meses iniciais de 2018, o primeiro quadrimestre desse ano registra crescimento de demanda de 3,48%. Em igual análise, a oferta mostra expansão de 2,36%. O fator de aproveitamento no período é de 82,46%, com melhoria de 0,89 ponto percentual em base anual. São 31,4 milhões de passageiros transportados em viagens domésticas realizadas de janeiro a abril, volume 3,44% superior do que o registrado há um ano.

MERCADO INTERNACIONAL

As estatísticas das associadas ABEAR abrangem cerca de 30% das operações aéreas internacionais envolvendo o Brasil. A parcela restante é detida por empresas de bandeira estrangeira.

Em comparação com abril de 2018, a demanda por transporte aéreo internacional entre as aéreas brasileiras registrou crescimento de 1,45% no mês, enquanto a oferta apresentou recuo de 0,75%. Os comportamentos opostos de oferta e demanda levaram à elevação do fator de aproveitamento, que avançou 1,84 ponto percentual e ficou em 84,97% no mês. Os passageiros internacionais somaram 709 mil em abril, total 1,23% inferior ao do mesmo mês do ano passado.

Na série histórica das aéreas brasileiras no mercado internacional, a demanda cresce de forma ininterrupta há 31 meses. O total de passageiros teve o encerramento de um período de 30 meses de crescimento contínuo. De forma semelhante, a oferta viu o final de um ciclo de 29 meses de expansão continuada.

Acumulado no ano

Os resultados agregados dos quatro primeiros meses do ano mostram alta de 8,55% na demanda aérea internacional. Neste recorte a oferta registra expansão superior, de 9,77%. O fator de aproveitamento resultante tem recuo de 0,93 ponto percentual, ficando em 82,60%. O total de passageiros transportados fica pouco abaixo de 3,3 milhões, volume 2,78% maior do que o apurado há um ano no mesmo intervalo.

TRANSPORTE DE CARGAS

As estatísticas de carga incluem as operações das associadas AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM e LATAM CARGO. Os números de MAP e PASSAREDO têm caráter de registro estatístico.

O conjunto destas empresas transportou pouco mais de 31,5 mil toneladas de carga no mercado doméstico em abril (retração de 0,63%) e 17,9 mil toneladas no mercado internacional (baixa de 25,52%).

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano foram movimentadas 121,7 mil toneladas de carga em rotas domésticas (crescimento de 3,28%) e 80,5 mil toneladas nas rotas internacionais (recuo de 13,74%).

Confira as planilhas completas para download com as estatísticas mensais e os infográficos das séries históricas na área de Dados e Fatos do site da ABEAR. Confira também o glossário com os principais termos utilizados.

Acesse todas as notícias