Passagens

Momento da compra

A compra da passagem, tanto para voos nacionais quanto internacionais, pode ser feita nos canais digitais das companhias, por telefone, nas lojas das empresas aéreas  ou por meio de seu agente de viagens.

O primeiro passo é selecionar o destino da viagem. A partir daí, você pode pesquisar entre uma série de opções de datas, horários, trajetos e tipos de tarifa. É importante escolher a tarifa de acordo com as suas necessidades, pois serviços como despacho de bagagem, marcação de assento e alterações e cancelamentos estão incluídos ou são cobrados à parte.

Dica! Como economizar na compra da passagem

Em uma viagem de avião, planejamento costuma ser sinônimo de economia. Em voos domésticos, os melhores preços geralmente aparecem no período que varia entre um e dois meses antes da data da viagem. Para voos internacionais, quem compra com antecedência de dois a quatro meses tem mais chance de pagar menos.

Costumam ser mais em conta as passagens para viajar na baixa temporada (fora dos períodos de férias escolares), em dias pouco concorridos (como terça ou quarta-feira e no meio de feriados) e em horários menos procurados (por exemplo, das 10h às 16h e entre 22h e 6h).

Se você tem certa flexibilidade, deixe para fechar as datas de sua viagem depois de pesquisar os preços dos voo. No caso de compromissos datados, programe-se para chegar no destino na véspera ou pelo menos com várias horas de antecedência, porque existem vários problemas externos que podem acarretar atrasos e cancelamentos.

E sempre que possível, prefira comprar as passagens da ida e da volta juntas, pois os valores costumam ser mais atrativos do que comprando-as separadamente.

O que está incluído no valor

O preço final da passagem já inclui algumas taxas, pois a companhia aérea precisa pagar diversas tarifas a terceiros para que o avião possa pousar, permanecer no aeroporto, fazer conexão e dispor das comunicações e auxílios necessários para a navegação aérea. Ou seja, uma parte expressiva do valor pago pela passagem vai para o operador do aeroporto, para o Programa Nacional de Auxílio a Aeroportos, para o Fundo Nacional de Aviação Civil e para o Comando da Aeronáutica. Isso sem contar os impostos.

Confira as tarifas que estão incluídas no valor da passagem: tarifa de pouso; tarifa de permanência; tarifa de conexão; tarifa de uso das comunicações e dos auxílios à navegação aérea em rota; tarifa de uso das comunicações e dos auxílios-rádio à navegação aérea em área de controle de aproximação; tarifa de uso das comunicações e dos auxílios-rádio à navegação aérea em área de controle de aeródromo.

Taxa de embarque

A taxa de embarque serve para pagar pelos serviços e pelo uso das instalações dos aeroportos. Ela é paga pelo passageiro também na hora da compra da passagem — seu valor não está incluído no preço do voo, ele é exibido separadamente — e revertida para a administradora do aeroporto. Os valores variam de acordo com a cidade e o tipo de voo (doméstico ou internacional).

Serviços opcionais

Na hora da compra da passagem aérea, você também pode contratar serviços opcionais, como reserva antecipada de assento, assento especial, bagagem adicional, seguro viagem e transporte de animais.

O custo de cada serviço deve ser exibido separadamente do valor da passagem. E, em caso de cancelamento de voo ou solicitação de reembolso, é preciso verificar as regras de acordo com o contrato.

Direto, com escala ou com conexão?

No voo direto, o avião segue para a cidade de destino sem paradas. No voo com escala, ele aterrissa em uma ou mais cidades ao longo do caminho para o embarque e desembarque de passageiros — mas você só sai do avião quando chegar ao seu destino. Já no voo com conexão, você precisa trocar de avião em um aeroporto intermediário.

Os diferentes tipos de voos acabam influenciando o preço final da passagem. Portanto, considere também esse item na hora de pesquisar o voo mais adequado para a sua próxima viagem.

Preenchimento dos dados pessoais

Quando comprar uma passagem aérea, preste bastante atenção para preencher corretamente os seus dados. Diferenças de grafia entre o nome no bilhete e o que consta no documento de identidade podem causar contratempos na hora de embarcar. Por isso, é necessário preenchê-lo corretamente: quem tem nome composto ou vários sobrenomes deve sempre informar o primeiro nome e o último sobrenome, além do agnome (Júnior, Filho etc., sem abreviação), se houver.

Por exemplo: o nome José Maria da Silva Nunes Júnior deve constar na reserva e no bilhete como José Nunes Júnior ou ainda José Maria Nunes Júnior. Nunca use pseudônimos, abreviações, apelido ou nome artístico.

Se você identificar que seu nome foi grafado incorretamente, comunique a companhia aérea até o momento do check-in para que a correção seja realizada sem custos. Só pode haver cobrança no caso de voo internacional que envolva mais de uma empresa, desde que o erro seja de responsabilidade do passageiro.

Atenção: as passagens aéreas são intransferíveis.

Promoções

Antes de comprar um bilhete em uma promoção, vale conferir se as regras de reembolso e alterações, a quantidade de pontos em programas de milhagem e a franquia de bagagem atendem à sua necessidade. Até os descontos para crianças de até 12 anos variam conforme o tipo de tarifa.