Passagem

Como comprar passagem de avião: dicas e regras para adquirir

Como comprar passagem de avião

Em uma viagem de avião, planejamento é sinônimo de economia. Especialmente ao se tratar de passagem aérea. Isso porque, quando comprada com antecedência, ela pode sair bastante em conta. Mas quando vale mais a pena adquiri-la? Para saber isso e outras regras básicas, vamos trazer orientações valiosas sobre como comprar passagem de avião.

O primeiro passo, obviamente, é escolher o destino da sua viagem. Com isso, você pode pesquisar uma série de opções entre as companhias aéreas, datas, horários, valores e trajeto. E todos os testes são válidos. Afinal, você pode procurar uma passagem e, ao mudar o dia de embarque, encontrar valores mais acessíveis.

Além disso, é importante ver o que cada empresa oferece e o que se adequa à sua realidade. Por exemplo, a comida de bordo fornecido pela companhia pode estar incluído no preço da passagem ou ser cobrado separadamente. Entenda melhor como funciona o serviço de bordo.

Outro exemplo é a franquia de bagagem despachada, que pode ser cobrada para diferentes tipos de tarifas. Saiba mais sobre bagagem despachada aqui.

Como comprar passagem de avião com economia?

Se você quiser gastar menos com o preço da passagem, é possível iniciar toda essa pesquisa mais cedo. Mas quanto tempo antes você deve escolher como comprar passagem aérea? Engana-se quem imagina que a maior antecedência possível vai ajudá-lo a pagar mais barato. Não precisa comprar já o bilhete para as suas férias daqui a um ano. Segure a ansiedade.

Porém, muito pior, é deixar para a última hora. Definitivamente, essa não é uma boa opção para quem procura valores mais baixos. Em geral, os melhores preços para voos domésticos aparecem no período que varia de um a três meses antes da data da viagem. Além disso, costumam ser mais em conta as passagens para:

  • Viajar na baixa temporada (fora dos períodos de férias escolares);
  • Em dias pouco concorridos (como terça ou quarta-feira e no meio de feriados);
  • Em horários menos procurados (por exemplo, das 10h às 16h e durante o fim da noite ou a madrugada).

Vale lembrar que a compra da passagem pode ser feita através dos sites e aplicativos das companhias aéreas. Ou por meio de seu agente de viagens. Para fazer uma cotação dos preços, acesse os links: AVIANCA, AZUL, GOL, LATAM, MAP, PASSAREDO e TAP

De olho nas promoções

Na hora de decidir como comprar passagem de avião, com certeza, as promoções fazem brilhar os olhos de qualquer um. Contudo, é importante redobrar a atenção ao embarcar em uma promoção para não encarar uma furada e ficar frustrado. Você deve ficar atento às condições e se informar muito bem sobre os detalhes.

Por isso, ao comprar um bilhete em promoção, o passageiro deve verificar a categoria tarifária. As regras de reembolso, a quantidade de pontos em programas de milhagem e os descontos para crianças variam conforme o tipo de tarifa.

Viagens internacionais

As recomendações de como comprar passagem de avião para viagens nacionais também servem para os voos ao exterior. Só que os bilhetes para outros países podem ser comprados com maior antecedência. Esse tempo antes da viagem varia de um a quatro meses.

Outro ponto a ser levado em consideração nas viagens para fora do Brasil é o clima do país visitado. Isso porque, mesmo em alta temporada, os meses de dezembro e janeiro têm normalmente menor demanda para a Europa por causa do início do inverno. Com isso, os preços tendem a cair.

Informações para compra da passagem

Desde o início da consulta sobre como comprar passagem aérea, você receberá todas as informações do que está sendo contratado. A companhia deverá informar de forma detalhada as regras para alteração do bilhete, reembolso, franquia de bagagem, entre outros.

Então, será possível evitar surpresas, por exemplo, com os custos de marcação de assento ou excesso de bagagem, além de saber o que fazer em caso de extravio. Entenda aqui as regras de marcação de assento, de bagagem paga e excesso de peso e saiba mais sobre extravio de bagagem.

Quais informações devem constar nesse caso?

  • o valor total (preço da passagem mais as taxas);
  • serviço ou produto opcional adquirido;
  • cancelamento, regras e eventuais multas;
  • regras e valores do transporte de bagagem;
  • tempo de conexão e troca de aeroportos, se houver;
  • correção de nome na passagem;
  • direito de desistência da compra;
  • documentos e procedimentos para embarque;
  • providências em caso de extravio ou violação.

Voo com conexão interfere no preço

Outro fator que impacta na decisão de como comprar passagem de avião é o tipo de viagem que você irá fazer. Em 60% dos casos, os voos com conexão são mais baratos do que os diretos. Mas você sabe a diferença entre voo direto, com escala e com conexão?

No voo direto, o avião segue para a cidade de destino sem paradas. No voo com escala, ele aterrissa em uma ou mais cidades ao longo do caminho para o embarque e desembarque de passageiros. Só que você só sai do avião quando chegar ao seu destino. Já no voo de conexão, o passageiro precisa trocar de avião em um aeroporto intermediário.

Com isso, os diferentes tipos de voo influenciam diretamente no preço final da passagem. O que se torna um elemento a mais na sua pesquisa sobre os melhores valores no momento de fechar a compra.

O que está incluído no preço da passagem?

É importante saber que, quando você pesquisa como comprar passagem aérea, o preço final do bilhete já conta com as taxas incluídas. Mas você sabe quais são e por que elas existem?

A companhia aérea precisa pagar diversas tarifas a terceiros para que o avião possa pousar, permanecer no aeroporto, fazer conexão e dispor das comunicações e auxílios necessários para a navegação aérea. Essas tarifas incluídas no preço de passagem são:

  • Tarifa de Pouso;
  • Tarifa de Permanência;
  • Tarifa de Conexão;
  • Tarifa de Uso das Comunicações e dos Auxílios à Navegação Aérea em Rota;
  • Tarifa de Uso das Comunicações e dos Auxílios-Rádio à Navegação Aérea em Área de Controle de Aproximação;
  • Tarifa de Uso das Comunicações e dos Auxílios-Rádio à Navegação Aérea em Área de Controle de Aeródromo.

Ou seja, uma parte expressiva do valor pago pela passagem vai para o operador do aeroporto. Além do Programa Nacional de Auxílio a Aeroportos, do Fundo Nacional de Aviação Civil e do Comando da Aeronáutica. Isso sem contar os impostos.

Para que serve a taxa de embarque?

A maioria das pessoas não conhece a taxa de embarque, que também é cobrada no preço final da passagem. Mas você deve estar se perguntando o que é mais essa tarifa? A taxa de embarque serve para pagar pelos serviços e pelo uso das instalações dos aeroportos. Ela é paga pelo passageiro e revertida para a administradora do aeroporto.

Os valores variam de acordo com a cidade e o tipo de voo (doméstico ou internacional). Então, cada aeroporto recebe uma classificação tarifária para realizar a devida cobrança.

Essa tarifa serve para o pagamento dos funcionários do aeroporto e a manutenção das dependências. O que inclui as salas de espera, elevadores, saguões, espaços de convivências, estacionamento, pistas, pátio das aeronaves, entre outros. Isso tudo além da segurança do local.

Serviços opcionais na sua passagem

Na compra de passagens aéreas, você também pode contratar serviços opcionais. Entre eles estão seguro viagem, reserva antecipada de assento, assento especial com mais conforto, bagagem adicional e transporte de animais. Conheça as especificações para o transporte de animais em avião.

Esses serviços não são obrigatórios, mas podem ser escolhidos pelo passageiro na hora da compra. O custo deve ser exibido no valor do bilhete de forma separada. Em caso de cancelamento ou solicitação de reembolso, é necessário verificar as regras presentes no contrato. Leia mais sobre os direitos do passageiro.

Dicas de como comprar passagem aérea

Além de todas as informações que você precisa saber sobre como comprar passagem de avião, confira três dicas úteis para conseguir os melhores preços.

1. Flexibilidade: não feche as datas para a viagem antes de pesquisar os preços. Isso porque você pode encontrar tarifas mais baratas para viajar dias antes ou depois do previsto.

2. Bilhetes de ida e volta: adquirir as passagens juntas garante valores mais atrativos do que comprando de forma separada.

3. Cuidado com datas fixas: Se você não quer perder o casamento daquele sobrinho querido, o ideal é programar-se para chegar ao destino na véspera. Ou pelo menos com várias horas de antecedência. Embora o transporte aéreo seja eficiente e confiável, existem problemas externos que podem acarretar atrasos e cancelamentos, como fenômenos climáticos e questões de segurança.

Passagem com nome errado: o que fazer?

Quando você for comprar o seu bilhete, é fundamental que você tenha atenção total no preenchimento dos dados pessoais. Vale lembrar, inclusive, que diferenças de grafia entre o nome no bilhete e o que consta no documento de identidade podem causar contratempos na hora de embarcar.

Por isso, é necessário preencher com cuidado o nome do passageiro. Quem tem nome composto ou vários sobrenomes deve sempre informar o primeiro nome e o último sobrenome. Além do agnome (Júnior, Filho etc., sem abreviação), se houver.

Por exemplo, o nome José Maria da Silva Nunes Júnior deve constar na reserva e no bilhete como José Nunes Júnior ou ainda José Maria Nunes Júnior. Nunca use pseudônimos, abreviações, apelido ou nome artístico.

Caso identifique que seu nome foi grafado incorretamente (por erro de preenchimento, por exemplo), comunique a companhia aérea. Até o momento do check-in, a correção é realizada sem custos. Só pode haver cobrança no caso de voo internacional que envolva mais de uma empresa, desde que o erro seja de responsabilidade do passageiro.

Também é importante destacar que as passagens são intransferíveis. Isto é, não é possível transferir um bilhete para outra pessoa.

Agora após entender como comprar passagem de avião, quer saber sobre desistência de viagem, remarcação da passagem e reembolso? Confira todas as informações aqui.