Notas e Releases

30/05/18

Atualização (30/05) - Greve de caminhoneiros: consolidação de impactos; recomendações para o feriado

Passados dez dias da paralisação dos caminhoneiros em todo o Brasil, as companhias AVIANCA, AZUL, GOL e LATAM, por meio da ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), informam que:

  1. As operações estão voltando à normalidade;
  2. Somam aproximadamente 400 os voos já cancelados e que poderão ser afetados durante o feriado (período de 23/5 a 1/6);
  3. Há uma melhora de abastecimento em diversos aeroportos, mas ainda assim cancelamentos podem continuar a acontecer, por causa da não reposição ou mesmo ausência de combustível em alguns aeroportos, principalmente os menores;
  4. Isso reforça a necessidade de todos os passageiros procurarem se informar sobre a situação específica de seu voo antes de iniciar viagem, recorrendo preferncialmente aos sites das companhias;
  5. Apesar de a greve dos caminhoneiros ser um movimento alheio à aviação comercial e impor uma situação de força maior, ABEAR e associadas, juntamente com órgãos públicos federais e estaduais e outros entes privados, vêm trabalhando intensamente para preservar a normalidade das operações;
  6. Em face dessa situação, o setor vem absorvendo um prejuízo diário que se mantém superior a R$ 50 milhões (referente a cancelamentos, pousos técnicos para reabastecimentos, não comparecimentos para embarque e prestação de assistências legais).
  7. Caso um cliente com voo marcado para os próximos dias deseje alterar os planos de viagem, as companhias aéreas flexibilizaram as regras normais de remarcação ou cancelamento de bilhetes em razão da crise de abastecimento. Cada uma possui uma política específica. Recomendamos que os passageiros busquem as companhias aéreas para consulta dessas condições:

 

Diante desse quadro e com a chegada do feriado de Corpus Christi, que tem início nessa quinta-feira, compartilhamos a seguintes informações e recomendações:

  • Para este feriado, valem também as recomendações gerais para embarques de partida e retorno em férias e feriados, momentos em que a movimentação nos aeroportos e intensifica. Nessa oportunidade, esses momentos correspondem ao final da tarde e o início da noite dessa quarta-feira (ida, dia 30), bem como o final da tarde e o início da noite de domingo, além do começo da manhã da segunda-feira (volta, dias 3 e 4);
  • Nunca esquecer de checar documentos pessoais, incluindo passaportes e vistos no caso de viagens internacionais, autorizações para menores (quando necessárias) antes de sair de casa;
  • Antecipar o deslocamento para o aeroporto e a apresentação para o embarque são sempre recomendáveis – é bom reservar pelo menos duas horas para voos domésticos e três para os internacionais;
  • Realizar o check-in antecipado, via site ou aplicativos, ajuda a ganhar tempo. Mesmo no saguão do terminal é possível evitar filas e fazer o check-in nos totens de autoatendimento das companhias;
  • Com o fluxo aumentado de passageiros nos momentos de pico, vale colaborar para a fluidez das inspeções de segurança. O melhor é manter pertences de metal (cintos, brincos etc.) dentro da bagagem de mão até passar pelo detector de metais;
  • Alguns itens são proibidos nos aviões: objetos pontiagudos e líquidos inflamáveis não são permitidos. Para os voos internacionais, não é permitido levar líquidos, géis e pastas em recipientes com mais de 100 ml;
  • Importante facilitar a retirada dos aparelhos eletrônicos da mochila para a inspeção em separado pelo equipamento de raios-x;
  • Importante verificar o tipo de tarifa contratada. Se ela não incluir uma franquia de despacho de bagagem, e isso for necessário, é possível ainda adquirir o serviço. A dica é checar com a companhia aérea os valores e condições. Em geral, contratar o despacho pela internet é mais simples e barato do que deixar para o momento do check-in;
  • Todas as passagens incluem o transporte de um volume de pelo menos 10kg  como bagagem de mão, mas as dimensões podem variar ligeiramente entre as empresas. Certifique-se de respeitar tais limites para evitar que a mala tenha que ser despachada, o que pode gerar custos adicionais. Se você estiver dentro das regras, mas não houver espaço para acomodar a bagagem de mão na cabine, a companhia irá despachá-la sem custos;
  • Identificar a bagagem a ser despachada com etiquetas com os dados pessoais, destaca-la com algo que facilite a identificação na esteira (como uma fita colorida ou um adesivo) e protege-la com um cadeado, capa ou embalagem plástica contribui para aumentar sua vida útil, além de prevenir extravios e acessos inadvertidos;
  • Recomendamos a consulta ao Guia do Passageiro ABEAR, que esclarece essas e outras dúvidas.


Notas e Releases

Assessoria de imprensa da abear

David Maziteli

Paulo Tunin

Adriano Pinzon

Plantão

11 94490 0126

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 8º andar, Sala 832
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215