Clipping

26/11/18

CLIPPING 26/11/2018

FOLHA DE SÃO PAULO

Aeroporto de Singapura ganha decoração inspirada em Harry Potter

 MAIS OPÇÕES

LEANDRO VIEIRA

SÃO PAULO

O aeroporto de Singapura, na Ásia, resolveu ousar em sua nova decoração. Além da 

modernidade --é considerado um dos aeroportos mais modernos do mundo--, ainda agrada
aos fãs de Harry Potter.

O local hospeda réplicas em tamanho real de lugares que aparecem nos filmes e nos livros,
como Hogsmeade, Beco Diagonal e o Salgueiro Lutador. A decoração vai permanecer até
fevereiro.

Entre as atrações, está um espaço onde os visitantes podem brincar de quadribol (esporte
criado para a série, em que duas equipes marcam pontos com bolas enquanto voam em
vassouras mágicas).

Os sete livros da série Harry Potter já venderam 450 milhões de exemplares no mundo todo.
Todos foram transformados em filmes, que arrecadaram ao todo R$ 25 bilhões em bilheteria.

 

Xuxa passa a noite em aeroporto após avião ser interditado em Fortaleza
e cancela show no Recife

FERNANDA PEREIRA NEVES

SÃO PAULO

A apresentadora Xuxa, 55, passou a madrugada deste domingo (25) em uma sala de espera
no aeroporto de Fortaleza, após ter o avião em que viajaria barrado por irregularidade. A artista
desabafou nas redes sociais e disse que não fará o show do próximo dia 1º, no Recife, por ter
sido contratado pela mesma empresa.

“Amanheceu aqui em Fortaleza, eu ainda não dormi. Estamos no aeroporto porque nossa
contratante deixou a gente na furada. Então, como ela é uma pessoa muito legal, queria dizer
a vocês de Recife que, infelizmente, não faremos o show de Recife, da semana que vem”,
afirmou ela em um vídeo postado em seu Instagram.

Segundo Xuxa, a mesma empresa contratou as duas apresentações e, tendo em vista os
problemas ocorridos em Fortaleza, ela não fará o próximo: “Quero pedir desculpas a todos
vocês do Recife ou perto do Recife que já tinham colocado na agenda de vocês que iam
brincar comigo, não vai dar. Sinto muito.”

A assessoria da apresentadora afirmou que a aeronave disponibilizada pela empresa que
contratou os shows é particular e, por isso, não poderia prestar serviço de táxi aéreo, como
estava fazendo. Além disso, os documentos apresentavam prefixo diferente do que estava no
avião.

Ainda de acordo com a assessoria, a equipe da apresentadora viajou para Fortaleza na
mesma aeronave, sem saber da irregular. Após o show, o grupo foi informado que o avião teve
uma "pane", sabendo apenas depois que ele, na verdade, tinha sido apreendido pela Anac
(Agência Nacional de Aviação Civil).

Na manhã deste domingo, a apresentadora fez uma live no Instagram para informar aos fãs
que finamente conseguiu embarcar para o Rio de Janeiro “depois de quase 12 horas”, mas
lamentou que deverá passar apenas alguns instantes com a filha, Sasha, que viaja ainda neste
domingo para os Estados Unidos, onde mora.

Xuxa pousou no Rio depois das 15h, segundo a assessoria, que afirmou que a apresentadora
vai processar a empresa responsável por quebra contratual. A reportagem tentou contato com
a empresa contratante dos shows de Fortaleza e do Recife, mas ainda não houve retorno.

Segundo a Anac, a mesma aeronave, de matrícula PR-OLB, de propriedade da Agropecuária
Letícia Ltda, já havia sido interditada em outubro passado, quando faria o transporte irregular
da cantora Cláudia Leitte. Após a conclusão da investigação, o operador e o piloto poderão
ser multados ou ter a habilitação cassada, no caso do piloto.

 

O ESTADO DE SÃO PAULO

Problema em avião faz Xuxa cancelar apresentação no Recife

https://emais.estadao.com.br/noticias/gente,problema-em-aviao-faz-xuxa-cancelar
-apresentacao-em-recife,70002621175

 

CORREIO BRAZILIENSE

Latam suspende voos diretos entre Brasília e Palmas a partir de 2019

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2018/11/23/interna_cidadesdf
,721135/latam-suspende-voos-diretos-entre-brasilia-e-palmas-a-partir-de-2019.shtml

Voos internacionais com destino a Brasília crescem 15%

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/11/23/internas
_economia,721188/voos-internacionais-com-destino-a-brasilia-crescem-15.shtml

 

O ESTADO DE MINAS

Aeroporto de Confins recebe atletas amadores para circuito em
homenagem ao aniversário de BH

https://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2018/11/25/interna_gerais,1008033/
aeroporto-de-confins-recebe-atletas-amadores-para-circuito-em-homenage.shtml

 

G1

Névoa encobre Brasília e faz aeroporto operar por instrumentos

https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2018/11/26/nevoa-encobre-brasilia
-e-faz-aeroporto-operar-por-instrumentos.ghtml

Avião derrapa ao pousar em aeroporto na Bolívia

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/11/23/aviao-derrapa-ao
-pousar-em-aeroporto-na-bolivia.ghtml

Aeronave colide com aves durante voo e retorna para aeroporto de Belém

https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2018/11/23/aeronave-colide-com-aves-durante-voo-e
-retorna-para-aeroporto-de-belem.ghtml

Preço médio da passagem aérea no Amapá sobe 7,4% e registra a maior
alta do país em 2017

https://g1.globo.com/ap/amapa/noticia/2018/11/23/preco-medio-da-passagem-aerea-no
-amapa-sobe-74-e-registra-a-maior-alta-do-pais-em-2017.ghtml

 

PANROTAS

Aeroporto de Porto Alegre entrega reforma até dezembro

https://www.panrotas.com.br/aviacao/aeroportos/2018/11/aeroporto-de
-porto-alegre-entrega-reforma-ate-dezembro_160543.html

Grupo Latam chega em hub de Barcelona com low cost Vueling

https://www.panrotas.com.br/aviacao/parcerias/2018/11/grupo-latam-chega-em
-hub-de-barcelona-com-low-cost-vueling_160541.html

Latam reforça presença na Itália em codeshare com Air Italy

https://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2018/11/latam
-reforca-presenca-na-italia-em-codeshare-com-air-italy_160536.html

Aeroporto de Fortaleza conclui 37% das obras; veja novidades

https://www.panrotas.com.br/aviacao/aeroportos/2018/11/aeroporto-de-fortaleza
-conclui-37-das-obras-veja-novidades_160532.html

Jetblue lança primeiro portão de embarque biométrico nos EUA

https://www.panrotas.com.br/aviacao/tecnologia/2018/11/jetblue-lanca-primeiro
-portao-de-embarque-biometrico-nos-eua_160510.html

 

MERCADO E EVENTOS

Avianca Brasil tem 25% de desconto em passagens na Black Friday

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/avianca-brasil-tem-25-de
-desconto-em-passagens-na-black-friday/

Air Europa oferece 10% de desconto em promoção da Black Friday

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/air-europa-oferece-10-de
-desconto-em-promocao-da-black-friday/

Black Friday Latam tem promoção para destinos nacionais e internacionais

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/black-friday-latam-tem-promocao-para
-destinos-nacionais-e-internacionais/

Black Friday Gol tem tarifas a partir de R$129

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/
black-friday-gol-tem-tarifas-a-partir-de-r129/

Azul Friday tem 24 horas de promoções

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/
azul-friday-tem-24-horas-de-promocoes/

 

VALOR

Reestruturação da Gol pode ter ajustes

Por Graziella Valenti | De São Paulo

O desenho final da combinação da companhia aérea Gol com a empresa de programas de
fidelidade Smiles tem grande chance de sofrer alterações. A reorganização está sob escrutínio
da B3 desde o começo deste mês. A bolsa avalia se a incorporação da Smiles pode ser feita
tal como anunciada e se a Gol poderá aderir ao Novo Mercado com a estrutura planejada.

O Valor apurou que a Gol não descarta novos caminhos jurídicos e ajustes para juntar os
negócios - como era antes da abertura de capital da empresa de milhagem, em 2013, e a
exemplo do que fizeram recentemente suas rivais.

Em setembro, a Latam anunciou que fará uma oferta pública (OPA) pelas ações da Multiplus,
empresa de fidelidade criada pela TAM. A transação, ainda em andamento, não causou a
mesma polêmica por ser voluntária - o investidor só vende a ação se quiser. AirCanadá e
AeroMexico fizeram movimentos semelhantes e, com isso, não haverá mais empresas aéreas
separadas de suas companhias de milhagem.

Juntas, Gol e Smiles valem R$ 12,6 bilhões na bolsa. Antes do anúncio da operação, a soma
era de R$ 11 bilhões. Mas a relação de riqueza se inverteu. A Gol saiu de R$ 4,7 bilhões
para R$ 7,6 bilhões de valor de mercado. Smiles fez caminho inverso: valia R$ 6,4 bilhões e
está em R$ 5 bilhões.

A reestruturação anunciada pela Gol em outubro tem seis etapas e culmina numa estrutura
 inédita para o Novo Mercado. Ao fim das diversas fases, a Gol será a única empresa aberta
do grupo. Mas seu portfólio de ativos vai mudar.

Hoje, a Gol tem 100% da operação de aviação comercial e mais 52% da Smiles. Ao fim, não
vai mais ter influência nem sobre a operação de aviação nem sobre a de milhagem. Será uma
holding de resultados, sem poder político, dona só de ações preferenciais - com direitos
econômicos aumentados - da empresa operacional do grupo.

As ações ordinárias da companhia que terá as atividades serão exclusivamente da família
Constantino, via fundo Volluto.

O motivo desse modelo, segundo já alegou o vice-presidente financeiro da Gol, Richard Lark,
ao mercado é a necessidade de fazer conviverem as exigências da B3 e da legislação
brasileira de aviação civil, que limita a participação de acionistas estrangeiros a 20% do capital
votante do negócio.

Minoritários da Smiles alegam que a estrutura desalinha os interesses entre os controladores
(Volluto) e acionistas de mercado, ferindo princípios essenciais do Novo Mercado. Os
minoritários da Gol não apontaram essa queixa, pois já não possuem direitos políticos - têm
apenas ações preferenciais. A Gol é listada no Nível 2.

Na sexta-feira, a operação voltou a ser alvo de críticas. A Associação de Investidores no
Mercado de Capitais (Amec) levou uma carta ao presidente da Comissão de Valores Mobiliários
(CVM), Marcelo Barbosa. O documento discorre sobre como as operações recentes têm
contribuído para a piora na percepção do ambiente de negócios pelos investidores e concentra
a análise no caso Gol. Para a associação, a solução seria fazer uma OPA, como a Latam, ou
submeter à assembleia só de minoritários.

"A CVM pode e deve encarar cada inovação tendo em vista, além da legalidade, o potencial
impacto de tal operação, seu objetivo final e o precedente que ela representa para a higidez
do mercado de capitais", escreve Mauro Cunha, presidente da Amec. A iniciativa com a xerife,
porém, vai além do caso específico. Foram feitas sugestões pela associação à autarquia:
determinar o impedimento de voto do controlador nas assembleias sobre incorporação,
inclusive na transação da Gol; iniciar reflexão para modificar as orientações da casa para
incorporações de controlada (Parecer de Orientação 35) e emitir regulação sobre uso de ações
preferenciais resgatáveis.

"Tem aumentado muito o número de consultas de estrangeiros a respeito da segurança do
mercado brasileiro", disse Cunha ao Valor ao comentar a carta.

Consultada sobre eventuais mudanças, a Gol respondeu ao Valor apenas que "acredita e
trabalha para que a reorganização assegure a perenidade de seus negócios e da Smiles, com
alinhamento dos interesses dos acionistas de ambas as empresas". Além disso, afirmou que
a "nova estrutura simplificará a governança e terá obrigatoriamente de ser aprovada  pelos
acionistas, observando os critérios legais, e estará perfeitamente alinhada com o mais alto
nível de governança do Novo Mercado".

A B3 colocou a transação sob avaliação da Comissão de Listagem no dia 5 deste mês. O fato
não é inédito, mas tampouco é trivial. Pelo regulamento, foi montada uma banca examinadora
com cinco especialistas - três externos e dois diretores da própria bolsa. A B3 não comenta
casos em andamento. Mas as queixas sobre a transação indicam o caminho.

A instituição tem poder para fechar as portas do Novo Mercado para a Gol. Mas,
historicamente, não é esse seu comportamento. A B3 costuma trabalhar para alcançar um
modelo conjunto e viável para ambos - bolsa e companhia.

Também está sob análise se a Smiles, só com ações ordinárias e do Novo Mercado, pode ser
incorporada como anunciado. Pelo plano, os acionistas da Smiles receberão temporariamente
ações preferenciais de Gol: parte resgatável, que será recomprada e virará dinheiro, e parte
que será trocada por ordinárias ao fim de tudo.

As condições econômicas, com as avaliações das empresas, ainda não são conhecidas.
Serão fruto da negociação entre um comitê de membros independentes contratado pela
Smiles e a administração da Gol. Só então o tema será levado às assembleias das empresas -
nas quais o controlador planeja votar.

O regulamento do Novo Mercado, vigente desde janeiro, prevê, no artigo 46, que as empresas
do segmento podem sim ser incorporadas por outras de fora deste ambiente, mas desde que
a decisão seja aprovada em assembleia de acionistas pela maioria dos detentores dos papéis
em circulação no mercado - ou seja, sem o controlador. A despeito dessa previsão nas regras
da B3, nem bolsa nem Gol afirmam se a opção está sendo considerada para este caso.


abear no facebook

abear no twitter

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 8º andar, Sala 832
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215