Clipping

10/08/17

CLIPPING 10/08

JORNAL O GLOBO

Gol tem prejuízo de R$ 474,6 milhões no segundo trimestre do ano sob
impacto de perdas cambiais

https://oglobo.globo.com/economia/gol-tem-prejuizo-de-4746-milhoes-no-segundo-trimestre
-do-ano-sob-impacto-de-perdas-cambiais-21685805#ixzz4pJgaRQ7J
 

Cade investiga suposto cartel para licitações de cafeterias em aeroportos

https://oglobo.globo.com/economia/cade-investiga-suposto-cartel-para-licitacoes-de-cafeterias-em
-aeroportos-21686159#ixzz4pLDWGFtG
 

Senado adia por 15 dias votação de teto de ICMS para querosene de avião

https://oglobo.globo.com/economia/senado-adia-por-15-dias-votacao-de-teto-de-icms-para
-querosene-de-aviao-21688505

 

FOLHA DE SÃO PAULO

Cade investiga suposto cartel em licitações de cafeterias de aeroportos

JOANA CUNHA

DE SÃO PAULO

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) vai investigar se houve cartel nas
licitações para a instalação de cafeterias nos aeroportos de Congonhas, em São Paulo,
Florianópolis (SC), Recife (PE), Campo Grande (MS), Curitiba (PR) e Maceió (AL).

Após denúncia registrada pela Infraero, a Superintendência-Geral do Cade anunciou nesta
quarta-feira (9) a abertura de processo administrativo para apurar o caso.

As concorrências para a concessão de áreas para exploração comercial foram conduzidas
pela própria Infraero nos últimos quatro anos.

Se confirmada a fraude, a formação de cartéis nestes aeroportos pode ter contribuído para
elevar ainda mais os preços do café e outros itens vendidos nas cafeterias. Tradicionalmente,
os proprietários de pontos comerciais em aeroportos costumam praticar preços mais altos
devido à reduzida oferta, que restringe a chance do passageiro de procurar preços mais
competitivos.

De acordo com uma investigação prévia realizada pela estatal de aeroportos, cinco empresas
e oito pessoas físicas teriam atuado, de forma coordenada, para fraudar a competição de sete
pregões presenciais realizados pela Infraero. As empresas citadas foram Alimentare Serviços
de Restaurante e Lanchonete, Boa Viagem Cafeteria, Confraria André, Delícias da Vovó, e
Ventana Manutenção e Serviços. A reportagem não conseguiu contato com as empresas ou
com seus escritórios de contabilidade.

O Cade informa que, no material recebido pela denúncia, foram identificados "indícios robustos
de troca de informações comerciais sensíveis e comunicação prévia entre os investigados".

Segundo o órgão, a análise apontou que havia os mesmos erros de grafia e formatação
idênticas nos documentos apresentados pelas empresas concorrentes, embora estivessem
oficialmente competindo entre si. Este é um sinal recorrente em casos de fraude e foi
identificado em todos os sete pregões.

Foi observado também o uso de estratégia de bloqueio durante o pregão. De modo geral, esse
tipo de fraude acontece quando duas ou mais empresas se reúnem e simulam uma
concorrência que, na verdade, não existe.

Os métodos fazem parecer, a princípio, que as propostas comerciais apresentadas pelos
candidatos são as mais vantajosas para a administração do aeroporto, mas, na realidade, elas
apenas inibem a participação de outros interessados.

Ainda segundo o Cade, os acusados ainda serão notificados para apresentar suas defesas e,
ao final do processo, a Superintendência-Geral opinará pela condenação ou arquivamento e
remeterá o caso ao Tribunal Administrativo do Cade, responsável pela decisão final, para
julgamento.

A Infraero informou que foi aplicada uma multa às empresas, de R$ 3,16 milhões, e que o
processo foi encaminhado ao Ministério Público Federal. 

 

Gol tem 1º lucro operacional em 2º trimestre desde 2010

DA REUTERS

A Gol Linhas Aéreas Inteligentes teve lucro operacional de recorrente (Ebit) de R$ 37 milhões
no segundo trimestre, revertendo resultado negativo registrado no mesmo período do ano
passado, apoiada na conclusão de processo de reestruturação que ampliou a utilização de
suas aeronaves em cerca de 1 hora no período.

O resultado foi o primeiro positivo da empresa para o segundo trimestre em sete anos em
bases recorrentes, informou a companhia no balanço. A margem Ebit foi de 2% ante 8%
negativos no segundo trimestre de 2016.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recorrente foi de
R$ 156 milhões ante R$ 40 milhões negativos no segundo trimestre de 2016. A margem foi
de 7% ante 3% negativos um ano antes.

Sem efeito caixa, a Gol teve prejuízo líquido de R$ 475 milhões no segundo trimestre diante
de efeitos cambiais negativos de R$ 226 milhões. Um ano antes, o câmbio havia produzido
efeito positivo extraordinário de R$ 779 milhões no resultado da companhia.

A Gol completou no segundo trimestre a devolução de aviões iniciada em maio do ano
passado com um plano que concentrou as operações da companhia em rotas mais rentáveis.
A redução ajudou a elevar o valor médio pago por passageiro por quilômetro voado, indicador
conhecido como yield, em 4,8%.

O custo excluindo combustível medido pelo indicador Cask recorrente teve redução de 2% no
período, impulsionada por menores despesas com arrendamento de aeronaves, devido à
reestruturação da frota, e ao menor custo com a prestação de serviços, informou a Gol.

A empresa informou que seus aviões voaram uma média de 11,3 horas por dia no segundo
trimestre, ante 10,7 horas no mesmo período de 2016.

Já a dívida líquida terminou junho em R$ 4,9 bilhões, equivalente a 4,2 vezes o Ebitda, 

próximo da meta da empresa para o ano de 4 vezes. 

 

O ESTADO DE SÃO PAULO

Cade investiga cartel em licitações de cafeterias de aeroportos

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/cade-investiga-cartel-em-licitacoes
-de-cafeterias-de-aeroportos/

Senadores fazem acordo e votação do projeto do ICMS de querosene
é adiada

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,senadores-fazem-acordo-e-votacao-do-projeto
-do-icms-de-querosene-e-adiada,70001930717

Gol reverte lucro e registra prejuízo de R$ 406,3 mi no 2º trimestre

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,gol-reverte-lucro-e-registra-prejuizo-de-r
-406-3-mi-no-2-trimestre,70001929600

Gol tem prejuízo, mas melhora resultado operacional

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,gol-tem-prejuizo-mas
-melhora-resultado-operacional,70001930777

 

O ESTADO DE MINAS

Passagem aérea puxou alta de 0,33% na inflação de serviços em julho,
diz IBGE

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/08/09/internas_economia,890562/passagem
-aerea-puxou-alta-de-0-33-na-inflacao-de-servicos-em-julho-d.shtml

Infraero abre licitação para megaloja no Aeroporto de Congonhas

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/08/09/internas_economia,890557/
infraero-abre-licitacao-para-megaloja-no-aeroporto-de-congonhas.shtml

Aeroportos da Pampulha e Carlos Prates podem ser privatizados

http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2017/08/09/internas_economia,890434/
aeroportos-da-pampulha-e-carlos-prates-podem-ser-privatizados.shtml

 

G1

Senadores adiam votação do projeto de teto para ICMS no querosene
de aviação

http://g1.globo.com/politica/noticia/senado-adia-votacao-de-teto-de-icms-sobre-querosene
-de-aviacao-texto-vai-para-comissao.ghtml

Concessão do aeroporto de Jundiaí vai gerar emprego e desenvolvimento

http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/especial-publicitario/prefeitura-de-jundiai/noticias
-de-jundiai/noticia/concessao-do-aeroporto-de-jundiai-vai-gerar-emprego-e-desenvolvimento.ghtml

 

PEQUENAS EMPRESAS GRANDES NEGÓCIOS

Cade instaura processo para investigar cartel em cafeterias de aeroportos

http://revistapegn.globo.com/Negocios/noticia/2017/08/pegn-cade-instaura-processo-para-investigar
-cartel-em-cafeterias-de-aeroportos.html

Infraero abre licitação para megaloja no Aeroporto de Congonhas

http://revistapegn.globo.com/Negocios/noticia/2017/08/pegn-infraero-abre-licitacao
-para-megaloja-no-aeroporto-de-congonhas.html

 

DCI

Passagem aérea puxou alta de 0,33% na inflação de serviços em julho,
diz IBGE

http://www.dci.com.br/economia/passagem-aerea-puxou-alta-de-0,33--na-inflacao-de-servicos
-em-julho,-diz-ibge-id643587.html

Infraero abre licitação para megaloja no Aeroporto de Congonhas

http://www.dci.com.br/economia/infraero-abre-licitacao-para-megaloja-no-aeroporto
-de-congonhas-id643582.html

Gol espera aumento de indicador de preços de passagens no 2º semestre

http://www.dci.com.br/servicos/gol-espera-aumento-de-indicador-de-precos-de-passagens-no
-2%C2%BA-semestre-id643656.html

Qatar Airways diz que receberá primeiro Airbus A350-1000 este ano

http://www.dci.com.br/servicos/qatar-airways-diz-que-recebera-primeiro-airbus-a350-1000
-este-ano-id643583.html

Taxa de ocupação total da Azul sobe para 84,4% em julho

http://www.dci.com.br/servicos/taxa-de-ocupacao-total-da-azul-sobe-para-84,4
--em-julho-id643530.html

Gol tem 1º lucro operacional em 2º trimestre desde 2010

http://www.dci.com.br/servicos/gol-tem-1%C2%BA-lucro-operacional-em
-2%C2%BA-trimestre-desde-2010-id643503.html

 

AVIAÇÃO JOR

Votação de projeto de teto do ICMS sobre querosene de aviação é adiada

http://aviacao.jor.br/aviacao-comercial/senado-adia-teto-icms-querosene-aviacao/

Governo cogita entregar mais de 50% da Infraero ao setor privado

http://aviacao.jor.br/aeroportos/governo-cogita-infraero-ao-setor-privado/

 

PANROTAS

Otimista, Gol aposta em melhora de demanda e economia

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/08/otimista-gol
-aposta-em-melhora-de-demanda-e-economia_148616.html?lista

Após crise, aéreas reduzem expulsões por overbooking

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/08/apos-crise
-aereas-reduzem-expulsoes-por-overbooking_148600.html?lista

United Airlines reestrutura equipe no País; conheça

http://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2017/08/united
-airlines-reestrutura-equipe-no-pais-conheca_148610.html?lista

'Azul Uruguai' deve voar a Argentina e Brasil ainda em 2017

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/08/-39azul-uruguai-39
-deve-voar-a-argentina-e-brasil-ainda-em-2017_148605.html?lista

No tri 'mais fraco' para aéreas, câmbio eleva prejuízo da Gol

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/08/no-tri--39mais-fraco
-39-para-aereas-cambio-eleva-prejuizo-da-gol_148596.html?lista

Azul cresce 1,2% na taxa de ocupação em julho

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/08/
azul-cresce-12-na-taxa-de-ocupacao-em-julho_148588.html?lista

 

MERCADO E EVENTOS

Alitalia tem passagens promocionais para a Europa

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/alitalia-tem
-passagens-promocionais-para-a-europa/

Azul tem aumento de 18% em número de passageiros

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/azul-tem-aumento
-de-18-em-numero-de-passageiros/

Gol: receita líquida cresce para R$2,2 bilhões no 2T17

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/gol-receita-liquida
-cresce-para-r22-bilhoes-no-2t17/

 

JORNAL DE TURISMO

Azul tem aumento de 18% em número de passageiros

http://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/79070-azul-tem-aumento
-de-18-em-numero-de-passageiros.html

TAP realiza voo retrô entre o Porto de São Paulo

http://www.jornaldeturismo.tur.br/aviacao/79068-tap-realiza-voo
-retro-entre-o-porto-de-sao-paulo.html

Azul voará para Pato Branco a partir de novembro

http://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/79061-azul-voara-para
-pato-branco-a-partir-de-novembro.html

RioGaleão oferece autoetiquetagem de malas

http://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/79057-riogaleao
-oferece-autoetiquetagem-de-malas.html

Infraero poderá ter parte do capital aberto

http://www.jornaldeturismo.tur.br/governo/79054-infraero
-podera-ter-parte-do-capital-aberto.html

Alitalia tem passagens para a Europa a partir de US$ 559

http://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/79053-alitalia-tem-passagens-para
-a-europa-a-partir-de-us-559.html

British Airways reforça voos no Rio e em São Paulo

http://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/79052-british-airways
-reforca-voos-no-rio-e-em-sao-paulo.html

 

VALOR

Gol fatura mais com frota menor 

Por João José Oliveira e Cynthia Malta | De São Paulo

No segundo trimestre, considerado o mais fraco do ano pelas companhias aéreas pois fica 

entre o Carnaval e as férias escolares de julho, a Gol mostrou resultados operacionais
positivos, controlou custos e faturou mais com uma frota menor. Os investidores relevaram o
prejuízo de R$ 475 milhões e as ações da companhia fecharam em alta de 6,3%, para
R$ 10,48.

O mercado aceitou as explicações da companhia, segundo a qual o prejuízo ocorreu por um
efeito cambial, provocado pela alta de 3% do dólar ante o real no balanço da empresa. No
segundo trimestre do ano passado, o câmbio teve efeito contrário e proporcionou ganhos
extraordinários de R$ 779 milhões, levando a um lucro de R$ 253 milhões. 

Neste trimestre de 2017, o efeito do câmbio gerou perdas de R$ 226 milhões, e um prejuízo
contábil de R$ 475 milhões, sem efeito caixa, informou a Gol. 

O impacto do câmbio, no ano, está dentro do esperado pela companhia e o efeito negativo
tenderia a não se repetir pois há um entendimento de que "o câmbio volta", comentou uma
fonte ao Valor. 

No lado operacional, a Gol ampliou a receita por avião. A frota diminuiu de 120 para 116
aeronaves entre o segundo trimestre de 2016 e mesmo período de 2017. Mas o número de
horas voadas por dia cresceu 4,8%. O valor médio pago por passageiro por quilômetro voado
(yield) subiu 4,8%. 

Assim, a receita líquida da Gol cresceu 7%, a R$ 2,23 bilhões, apesar de a companhia ter
cortado em 3% a oferta de assentos. Já os custos e despesas operacionais recuaram 2,3%, a
R$ 2,21 bilhões. 

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, disse ontem que trabalha com um cenário de melhor
demanda no segundo semestre. "Esperamos um comportamento de mercado de reação no
segundo semestre", disse ele, em uma teleconferência a analistas, quando perguntado sobre
a tendência para tarifas e receita por passageiro. 

Segundo ele, a venda para os passageiros que viajam a negócios deve ganhar força, na
medida em que a atividade econômica ganhar tração. 

Outro dado que animou o mercado foi a geração de caixa, positiva em R$ 504 milhões. O
vice-presidente financeiro da empresa, Richard Lark, afirmou que o cenário para este
segundo semestre leva em conta a manutenção dessa tendência. A Gol fechou junho com
R$ 1,8 bilhão disponíveis em caixa. 

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebtida) foi de R$ 156 milhões - 

uma recuperação em relação ao Ebtida negativo de R$ 40 milhões do segundo trimestre de
2016. A margem Ebtida ficou em 7%. 

O comando da companhia também chamou atenção para o lucro operacional (lucro antes de
juros e impostos, Ebit) recorrente ter ficado em R$ 37 milhões, com uma margem operacional
de 2%. Este resultado positivo em um segundo trimestre não ocorria em base recorrente
desde 2010. 

Lark disse ainda que a Gol vai ter um ritmo de investimento mais forte em 2019. Até lá, o valor
investido ao ano deve ficar em torno de R$ 600 milhões. "A partir de 2019, com o ciclo de
entregas dos Max [nova geração de aviões Boeing 737] o ciclo de investimento ganha força",
disse ele, na teleconferência sobre os resultados. No segundo trimestre deste ano, a Gol
registrou investimentos de R$ 205,8 milhões, principalmente relacionados a motores de
aviões.

A Gol tem encomenda com a Boeing para 120 aviões modelos 737-Max, para renovação de
toda a frota até 2028, com investimentos da ordem de R$ 46 bilhões ao câmbio atual. A
primeira unidade será entregue pela Boeing em julho de 2018. O plano da Gol é fechar 2017
com 115 aviões em operação, passando a 121 em 2018, depois a 124 em 2019. 

A dívida líquida ajustada (considerando as operações de leasing dos aviões) está em
R$ 10,9 bilhões - R$ 100 milhões a mais do que no primeiro trimestre deste ano. Sem o
leasing, a dívida é de R$ 4,9 bilhões. 

 

Infraero fica no prejuízo em 2017 

Por Daniel Rittner | De Brasília

O projeto de abertura de capital da Infraero esbarra nas dificuldades que ela tem para sanear
suas contas. A estatal frustrou os planos de recuperação do governo e teve um prejuízo líquido
de R$ 276 milhões no primeiro semestre, de acordo com números preliminares obtidos pelo
Valor. 

Trata-se de um déficit consideravelmente menor do que os R$ 574 milhões verificados no
mesmo período de 2016, mas distante das cifras desejadas pelo governo para 2017. Em
audiência pública no Senado, na terça-feira, o ministro dos Transportes, Maurício Quintella,
disse que a Infraero fechará o ano com lucro em torno de R$ 400 milhões. Um valor bastante
próximo foi prometido pelo presidente da empresa, Antônio Claret, em entrevista concedida ao
Valor em fevereiro.

Em nota, a Infraero argumentou que a previsão de lucro perto de R$ 400 milhões se referia ao
resultado operacional recorrente. "Ao final do primeiro semestre, esse número já atingiu
R$ 160,2 milhões positivos", sustentou. A estatal destacou ainda a "melhora significativa" no
prejuízo líquido, que diminuiu 51%. 

O objetivo do governo era torná-la financeiramente independente já em 2018, bancando
inclusive seus próprios investimentos em obras e melhorias, que hoje são feitas com aportes
do Tesouro Nacional. A realidade das operações mostrou-se diferente: da rede de 59
aeroportos administrados pela Infraero no primeiro semestre, só 23 foram lucrativos. 

A lista dos terminais rentáveis é encabeçada por Congonhas (SP), com superávit de
R$ 137 milhões no período de janeiro a junho, o que reforça a condição de "joia da coroa"
entre seus ativos. 

O impacto da última leva de concessões à iniciativa privada, no entanto, deverá ser sentido
nos próximos meses. Em segundo e em terceiro lugar na lista estão, respectivamente, os
aeroportos de Salvador e Porto Alegre. Fortaleza e Florianópolis também estão entre os dez
mais lucrativos. Todos eles tiveram seus contratos de concessão assinados há duas semanas.
O período de transição para as novas operadoras dura de sete a dez meses. Depois, os
terminais são retirados do balanço financeiro da estatal.

Sobrará para a Infraero uma dor de cabeça: o que fazer com 1.148 empregados que hoje
batem ponto nos quatro aeroportos. Naqueles já concedidos, menos de 10% foram absorvidos
pelas novas operadoras privadas. 

Sem contar com esses quatro aeroportos, o déficit teria quase dobrado e chegado a
R$ 454 milhões no primeiro semestre. As contas podem se agravar mais ainda com a
concessão de outros terminais na mira do governo - como Santos Dumont (RJ), Recife, Vitória
e Cuiabá - que também fazem parte da lista dos rentáveis. 

Uma medida provisória deve ajudar na limpeza do balanço. A MP transferirá a infraestrutura
de torres de controle e estações de telecomunicações hoje operadas pela Infraero para uma
nova companhia, por enquanto batizada de Nave Brasil, sob comando da Aeronáutica. Com
isso, não apenas uma operação deficitária passará para os militares, mas um contingente de
até 1,7 mil trabalhadores sairia da folha de pagamento da estatal e migraria para a Força
Aérea Brasileira (FAB).

O problema é que a MP travou na reta final de elaboração. Segundo fontes oficiais, a FAB
quer o enquadramento da Nave Brasil como "empresa estratégica de defesa" no texto da
medida provisória, o que lhe garantiria benefícios tributários. O pleito dos militares divide o
governo porque, com essa classificação, a nova companhia de navegação aérea ficaria
menos submetida aos órgãos de controle - como o Tribunal de Contas da União (TCU) - e
precisaria de uma mudança legal para ser concedida mais adiante.

No dia 23, em reunião no Palácio do Planalto, o conselho do Programa de Parcerias de
Investimentos (PPI) receberá do Ministério dos Transportes uma proposta de contratação de
dois estudos para a Infraero. Um deles buscará fazer o "valuation" da participação acionária
de 49% que ela detém nos aeroportos concedidos pela ex-presidente Dilma Rousseff:
Guarulhos (SP), Galeão (RJ), Brasília (DF) e Confins (MG). Viracopos (SP), que a
concessionária privada resolveu devolver à União, será relicitado sem a participação da
Infraero. 

A ideia é que uma consultoria externa faça a avaliação de mercado sobre o valor das fatias
acionárias nos aeroportos privados e recomende uma estratégia de oferta desses ativos no
mercado. 

O outro estudo tem como objetivo definir uma reestruturação da Infraero, com possíveis novas

subsidiárias, e sua eventual abertura de capital. Há ainda um problema de natureza jurídica:
hoje a Infraero é uma empresa sem patrimônio, já que seus aeroportos pertencem oficialmente
à União e precisam ser "contratualizados". Sem isso, ela não faz captações no mercado por
falta de garantias aos bancos.

 

Senado adia votação sobre querosene de aviação 

Por Rafael Bitencourt e Vandson Lima | De Brasília

O plenário do Senado decidiu adiar a votação do projeto que unifica a cobrança do Imposto
sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o querosene de aviação. O texto, 

que era o primeiro item de votação da sessão de ontem da Casa, prevê a redução da alíquota
teto de 25% para 12% em todos os Estados. 

Em requerimento aprovado no início da noite, os senadores decidiram submeter o projeto à
análise na Comissão de Serviço de Infraestrutura do Senado. O presidente da Casa, Eunício
Oliveira (PMDB-CE), disse que vai propor a conclusão do debate na comissão no prazo de 15
dias para que o projeto seja pautado novamente no plenário. 

Durante a tarde, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve no Senado para
defender a rejeição do projeto. São Paulo seria o Estado mais prejudicado pela mudança, já
que a alíquota cobrada hoje é de 25%. O impacto negativo na arrecadação paulista é estimado
em R$ 295 milhões por ano. 

"Temos uma situação muito difícil nos Estados do ponto de vista fiscal. Esses recursos estão
previstos em todos os orçamentos. Uma redução de 25% para 12% na alíquota acaba
causando problema fiscal", afirmou o governador. 

Alckmin argumentou que, no longo prazo, os Estado menores também perdem. "Dez Estados
perdem direto [imediatamente]. Mas os outros também perdem. Com alíquota igual, evidente
que muitas empresas vão abastecer nos grandes centros, onde há maior movimentação. E
não tem nenhum benefício, contrapartida à sociedade." Por isso, fez o pedido: "Deveríamos
discutir melhor essa questão da alíquota."

Ontem, durante teleconferência sobre os resultados do segundo trimestre, o vice-presidente
financeiro da Gol, Richard Lark, afirmou que a empresa poderia economizar ao redor de
R$ 100 milhões por ano com a unificação da alíquota. Lark disse que o maior impacto viria
do Estado de São Paulo, onde a Gol faz cerca de 30% das despesas de reabastecimento

No segundo trimestre, a Gol gastou R$ 629,7 milhões com combustível de aviação, 6,4%
mais que um ano antes. Essa despesa representou 28,5% do custo e despesa operacional
total. 

A reabertura da discussão no Senado sobre a cobrança do ICMS incidente sobre o querosene
de aviação é vista pelos senadores como uma oportunidade de definir uma exigência para que
as companhias aéreas garantam de fato os benefícios previstos, como redução de preço das
passagens aéreas e aumento da oferta de voos. 

"Não sou contra a gente unificar o ICMS, sou contra a gente unificar e não ter alguma coisa
comprometida", disse Omar Aziz (PSD-AM) Aziz. "Eles [as companhias aéreas] tinham
compromisso no meu Estado, e foi dada redução de ICMS para fazerem dez cidades. Não
fizeram." 

Durante sessão, o senador Jorge Viana (PT-AC) criticou a presença de Alckmin na Casa. "O
governador do Estado mais rico da federação veio fazer lobby aqui, veio interferir no Senado,
com todo respeito ao Governador Alckmin. Isso não é justo", disse. Viana produziu o relatório,
aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos que foi pautado para votação no plenário.

O senador petista disse ainda que os parlamentares de São Paulo fazem movimento de
"falsear" o problema que envolve a alíquota de ICMS. "São Paulo não pode viver como um
vampiro em função dos outros Estados. Querem tudo para eles", afirmou.
(Colaborou João José Oliveira) 

 

 

 

 


abear no facebook

abear no twitter

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 12º andar, Sala 1210
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215

(default) 12 queries took 19 ms
NrQueryErrorAffectedNum. rowsTook (ms)
1SELECT `Configuracao`.`id`, `Configuracao`.`tag_title`, `Configuracao`.`tag_keywords`, `Configuracao`.`tag_description`, `Configuracao`.`facebook`, `Configuracao`.`logo_file`, `Configuracao`.`logo_th_hidden`, `Configuracao`.`twitter`, `Configuracao`.`youtube`, `Configuracao`.`linkedin`, `Configuracao`.`google_analytics`, `Configuracao`.`email_destinatario`, `Configuracao`.`email_cc`, `Configuracao`.`email_remetente_host`, `Configuracao`.`email_remetente`, `Configuracao`.`email_remetente_senha` FROM `abear_2014`.`tb_configuracoes` AS `Configuracao` WHERE 1 = 1 LIMIT 1110
2SELECT `Endereco`.`id`, `Endereco`.`logradouro`, `Endereco`.`numero`, `Endereco`.`complemento`, `Endereco`.`bairro`, `Endereco`.`cep`, `Endereco`.`cidade`, `Endereco`.`estado`, `Endereco`.`telefone1`, `Endereco`.`telefone2`, `Endereco`.`fax`, `Endereco`.`email_rodape`, `Endereco`.`ativo`, `Endereco`.`ordem` FROM `abear_2014`.`tb_enderecos` AS `Endereco` WHERE 1 = 1 ORDER BY `Endereco`.`ordem` ASC330
3SELECT `Hotsite`.`id`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`agencia_abear`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`clube_abear`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_eng`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_esp`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_eng`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_esp`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_eng`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_esp`, `Hotsite`.`asas_do_bem`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_eng`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_esp`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_eng`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_esp`, `Hotsite`.`quero_voar`, `Hotsite`.`created`, `Hotsite`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_hotsites` AS `Hotsite` WHERE 1 = 1 ORDER BY `Hotsite`.`id` DESC LIMIT 1110
4SELECT `IntroCategoria`.`id` FROM `abear_2014`.`tb_intro_categoria` AS `IntroCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
5SELECT `Intro`.`id`, `Intro`.`texto_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_intro` AS `Intro` LEFT JOIN `abear_2014`.`tb_intro_categoria` AS `IntroCategoria` ON (`Intro`.`intro_categoria_id` = `IntroCategoria`.`id`) WHERE `intro_categoria_id` IS NULL AND `ativo` = '1' LIMIT 1000
6SELECT `VideoCategoria`.`id`, `VideoCategoria`.`nome_ptbr`, `VideoCategoria`.`nome_eng`, `VideoCategoria`.`nome_esp`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_ptbr`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_eng`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_esp`, `VideoCategoria`.`created`, `VideoCategoria`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_video_categorias` AS `VideoCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
7SELECT `GaleriaCategoria`.`id`, `GaleriaCategoria`.`nome_ptbr`, `GaleriaCategoria`.`nome_eng`, `GaleriaCategoria`.`nome_esp`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_ptbr`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_eng`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_esp`, `GaleriaCategoria`.`created`, `GaleriaCategoria`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_galeria_categoria` AS `GaleriaCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
8SELECT `GaleriaCategoria`.`id`, `GaleriaCategoria`.`nome_ptbr`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_galeria_categoria` AS `GaleriaCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping-10-08' LIMIT 1001
9SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`titulo_ptbr`, `Clipping`.`texto_ptbr`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr`, `Clipping`.`data` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`ativo` = '1' AND `Clipping`.`titulo_ptbr` <> '' AND `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` = 'clipping-10-08' ORDER BY `Clipping`.`data` DESC LIMIT 1119
10SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` <> '' AND `Clipping`.`id` <> 287 AND `Clipping`.`id` < 287 ORDER BY `Clipping`.`id` DESC LIMIT 1111
11SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` <> '' AND `Clipping`.`id` <> 287 AND `Clipping`.`id` >= 286 AND `Clipping`.`id` != 287 ORDER BY `Clipping`.`id` ASC LIMIT 2220
12SELECT `Clipping`.`titulo_ptbr`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`id` <> 287 AND `Clipping`.`ativo` = '1' AND `Clipping`.`titulo_ptbr` <> '' ORDER BY `Clipping`.`data` DESC LIMIT 1010108