Clipping

07/12/18

CLIPPING 07/12/2018

O GLOBO

Juiz de SP impede fusão da área comercial da Embraer para Boeing

https://oglobo.globo.com/economia/juiz-de-sp-impede-fusao-da-area-comercial-da
-embraer-para-boeing-23286052

 

JORNAL DO BRASIL

Justiça suspende acordo entre Boeing e Embraer

https://www.jb.com.br/economia/2018/12/963076-justica-suspende
-acordo-entre-boeing-e-embraer.html

 

O ESTADO DE SÃO PAULO

Com dívidas de R$ 100 milhões só com aeroportos, Avianca pode
perder aviões

https://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,com-dividas-de-r-100-milhoes
-so-com-aeroportos-avianca-pode-perder-avioes,70002636293

 

CORREIO BRAZILIENSE

Juiz federal de SP suspende fusão entre Boeing e Embraer

https://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2018/12/06/internas
_economia,723751/juiz-federal-de-sp-suspende-fusao-entre-boeing-e-embraer.shtml

 

G1

Aeroporto de Viracopos terá voos diários para Buenos Aires a partir
de 11 de janeiro

https://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2018/12/07/aeroporto-de-viracopos
-tera-voos-diarios-para-buenos-aires-a-partir-de-11-de-janeiro.ghtml

 

DF2

Justiça decide que policiais civis não podem usar armas dentro de
aviões fora de serviço

https://globoplay.globo.com/v/7215232/

 

JORNAL GLOBONEWS

Especialista tira dúvidas sobre direitos do consumidor em relação às
companhias aéreas

http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/v/especialista-tira-duvidas
-sobre-direitos-do-consumidor-em-relacao-as-companhias-aereas/7214617/

 

DCI

Demanda por transporte aéreo de carga sobe 3,1% em outubro, diz Iata

https://www.dci.com.br/economia/demanda-por-transporte-aereo-de-carga-sobe-3-1-em
-outubro-diz-iata-1.764001

Demanda consolidada por voos da Azul cresce 14,4% em novembro;
oferta sobe 12,4%

https://www.dci.com.br/servicos/demanda-consolidada-por-voos-da-azul-cresce-14-4

-em-novembro-oferta-sobe-12-4-1.763901

 

PANROTAS

Gol aumenta preço da bagagem despachada pela 2ª vez no ano

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/12/gol-aumenta-preco-da

-bagagem-despachada-pela-2a-vez-no-ano_160875.html

Latam inicia vendas de voo entre Guarulhos (SP) e Bariloche

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/12/latam-inicia-vendas

-de-voo-entre-guarulhos-sp-e-bariloche_160871.html

Avianca Brasil explica disputa jurídica com arrendamentos

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/12/avianca-brasil-explica
-disputa-juridica-com-arrendamentos_160868.html

Copa leva crianças para primeiro voo da vida; veja fotos

https://www.panrotas.com.br/aviacao/eventos/2018/12/copa-leva-criancas
-para-primeiro-voo-da-vida-veja-fotos_160862.html

Aviareps representa Accelya na Europa e América Latina

https://www.panrotas.com.br/aviacao/tecnologia/2018/12/aviareps-e
-presentante-da-accelya-na-europa-e-america-latina_160863.html

Gol atinge 84% de ocupação nos voos domésticos em novembro

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/12/gol-atinge-84-de-ocupacao

-nos-voos-domesticos-em-novembro_160845.html

Royal Air Maroc integrará a aliança Oneworld em 2020

https://www.panrotas.com.br/aviacao/parcerias/2018/12/royal-air-maroc
-integrara-a-alianca-oneworld-ate-2020_160844.html

Como a Delta quer dominar as viagens corporativas globais

https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2018/12/como-a-delta-quer
-dominar-as-viagens-corporativas-globais_160828.html

 

MERCADO E EVENTOS

Demanda de passageiros subiu em outubro, segundo Iata

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/demanda-de
-passageiros-subiu-em-outubro-segundo-iata/

Royal Air Maroc é o novo membro da oneworld

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/royal-air
-maroc-e-o-novo-mebro-da-oneworld/

Aéreas querem ampliar conectividade entre Peru e Brasil

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/aereas-querem
-ampliar-conectividade-entre-peru-e-brasil/

Azul registra aumento no tráfego e capacidade em novembro

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/azul-registra-aumento
-no-trafego-e-capacidade-em-novembro/

Avianca Brasil amplia área de atendimento no Aeroporto Internacional
de Guarulhos

https://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/avianca-brasil-amplia-area-de
-atendimento-no-aeroporto-internacional-de-guarulhos/

 

VALOR

Credor da Avianca Brasil pede aeronaves de volta

Por Beth Koike, Joice Bacelo e Rodrigo Carro | De São Paulo e Rio

Da frota de 60 aeronaves da Avianca Brasil, pelo menos 12 delas correm o risco de ser
retomadas pelas empresas que fizeram o arrendamento desses aviões. A BOC Aviation, de
Cingapura, e a Constitution Aircraft, da Irlanda, obtiveram na Justiça de São Paulo uma liminar
determinando a devolução das aeronaves.

No processo, registrado na 12ª Vara Cível, a empresa irlandesa de leasing informa que "a ré
deixou de adimplir as parcelas do contrato de arrendamento mercantil de 11 aeronaves." Já a
BOC Aviation explica que o pedido de reintegração refere-se a aeronaves do modelo Airbus
320-251N, sem detalhar a quantidade de contratos com atraso de pagamento.

A companhia detinha, em 30 de junho deste ano, um passivo referente a arrendamento de
aeronaves e motores no valor de R$ 430 milhões, alta de quase 40% em relação a dezembro
de 2017.

A Avianca Brasil informou por meio de nota que "negociações fazem parte da rotina de
qualquer empresa para otimização de resultados". Na visão da companhia, processos como
este são previstos pela empresa. "Fatores externos como a alta do dólar, o aumento histórico
do preço do combustível de aviação e a greve dos caminhoneiros têm desafiado todo o setor
em 2018. Nesse contexto, é natural e previsto que todas as empresas busquem otimizar a
gestão de seus recursos da melhor forma possível, o que inclui a adequação de frota à
demanda de passageiros."

A companhia aérea, que é a quarta maior do país, também rechaçou "qualquer rumor
relacionado a um possível pedido de recuperação judicial" e destacou "que suas operações
não foram ou serão impactadas".

No primeiro semestre, a Avianca Brasil teve prejuízo líquido de R$ 175,6 milhões, perda
24,4% superior à do mesmo período de 2017. Já a receita operacional bruta avançou 116%
para R$ 2,1 bilhões. A última linha do balanço foi afetada por aumento de custos operacionais
e despesas financeiras.

 

Justiça suspende negócio entre Embraer e Boeing

Por Camila Maia e Rodrigo Rocha | De São Paulo

O juiz Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível Federal de São Paulo, concedeu liminar
suspendendo o negócio entre as empresas Boeing e Embraer. A decisão foi proferida na
quarta-feira a partir de uma ação popular apresentada pelos deputados federais petistas Paulo
Pimenta, Carlos Zarattini, Nelson Pellegrino e Vicente Cândido.

No acordo que vem sendo discutido entre as fabricantes, as empresas negociam a formação
de uma joint venture que deteria a divisão de aviação comercial da Embraer. Na companhia
resultante da operação, a Embraer ficaria com 20% e a Boeing com 80%.

O juiz suspendeu qualquer efeito concreto de decisão da Embraer que concorde com

transferência da parte comercial. A liminar, porém, não impede que as empresas continuem a
negociar a operação.

No entanto, o juiz rejeitou o pedido feito originalmente pelos deputados, que pleiteavam que
a decisão obrigasse a União a exercer o poder da "golden share" na Embraer para vetar a
operação.

O pedido de liminar pedia ainda que, caso a União não exercesse o poder de veto, fosse
necessária autorização prévia do Congresso para a operação entre as duas fabricantes de
aeronaves.

A falta de controle da União sobre a nova empresa a ser criada é o principal ponto criticado
pelo juiz na sua decisão.

Em seu despacho, o juiz afirmou que entende não estar provocando uma "grave lesão à
economia e ordem pública" e lembrou da proximidade da posse do presidente eleito Jair
Bolsonaro (PSL), com alterações das equipes do governo e ampla renovação do legislativo.

Com isso, é "recomendável" evitar que eventuais atos concretos se efetivem neste período
"criando uma situação fática de difícil ou de impossível reversão através da concretização da
'segregação' de parte da Embraer e sua transferência para a Boeing por meio de simples
decisão do conselho da primeira."

A decisão diz que a Embraer será "sutilmente" dividida em duas, sendo que a parte de 

produção de jatos comerciais, que de acordo com o juiz é o segmento lucrativo, passará
integralmente ao controle da Boeing, sem "golden share" para a União na nova empresa que
será criada.

"A permanência da 'golden share' ficará restrita, seja-nos permitido empregar linguagem
popular: 'naquilo que sobrar da Embraer' e não será a parte lucrativa", diz a decisão.

"Impossível considerar a Embraer como equivalente a uma fábrica de cerveja ou de
cosméticos e ignorar o que revela a história de que nas duas grandes guerras mundiais
foram as indústrias civis as responsáveis pela construção de veículos militares", escreveu
o juiz.

Contatada, a Boeing afirmou que não iria comentar a decisão. A Embraer não respondeu até
o fechamento desta edição. 


abear no facebook

abear no twitter

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 8º andar, Sala 832
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215