Clipping

17/11/17

CLIPPING 17/11

O GLOBO

STJ condena Gol por cancelar voo de passageira

http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/stj-condena-gol-por
-cancelar-voo-de-passageira.html

 

G1

Anac analisa pouso de helicóptero em área residencial de Palmas

https://g1.globo.com/to/tocantins/noticia/anac-analisa-pouso-de-helicoptero-em-area
-residencial-de-palmas.ghtml

 

JORNAL EXTRA

Golpe oferece passagens aéreas da Gol de graça

https://extra.globo.com/noticias/economia/golpe-oferece-passagens
-aereas-da-gol-de-graca-22078362.html

 

PANROTAS

Easyjet tem nova política de bagagens a partir de hoje

http://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2017/11/easyjet
-tem-nova-politica-de-bagagens-a-partir-de-hoje_151337.html?lista

Avianca Argentina vai utilizar sistema da Amadeus

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/11/avianca
-argentina-vai-utilizar-sistema-da-amadeus_151332.html?lista

EUA restringem viagens a Cuba, e Alaska cancela voos

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/11/eua-restringem
-viagens-a-cuba-e-alaska-cancela-voos_151325.html?lista

Neeleman compra 32% da segunda maior aérea francesa

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/11/neeleman
-compra-32-da-segunda-maior-aerea-francesa_151334.html?lista

Airbus recebe pedido para 430 aviões da família A320neo

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/11/airbus-recebe
-pedido-para-430-avioes-da-familia-a320neo_151324.html?lista

Latam aumenta lucro líquido 33 vezes e bate recorde

http://www.panrotas.com.br/viagens-corporativas/aviacao/2017/11/latam
-aumenta-lucro-liquido-33-vezes-e-bate-recorde_151322.html?lista

Greve de controladores vai gerar cancelamentos na França

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2017/11/greve-de-controladores
-vai-gerar-cancelamentos-na-franca_151323.html?lista

Lisboa pode ter aeroporto vizinho para dividir demanda

http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/destinos/2017/11/lisboa-pode
-ter-aeroporto-vizinho-para-dividir-demanda_151269.html?lista

 

MERCADO E EVENTOS

Gol amplia oferta de serviços ao cliente e dobra resultados em 2017

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/gol-amplia-oferta-de-servicos-ao
-cliente-e-dobra-resultados-em-2017/

Avianca Argentina firma parceria com a Amadeus

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/avianca-argentina
-firma-parceria-com-a-amadeus/

Avianca inicia vendas da rota Recife-Bogotá

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/avianca
-inicia-vendas-da-rota-recife-bogota/

TAP comemora sucesso do “Programa TAP Portugal Stopover”

http://www.mercadoeeventos.com.br/noticias/aviacao/tap-comemora-sucesso-do
-programa-tap-portugal-stopover/

 

JORNAL DE TURISMO

Ministério do Turismo e Iata debatem avanços na regulação do setor aéreo

https://www.jornaldeturismo.tur.br/governo/80048-ministerio-do-turismo-e-iata-debatem-avancos
-na-regulacao-do-setor-aereo-2.html

Avianca Argentina firma parceria com a Amadeus para conteúdo, gestão
de passageiros e e-commerce

https://www.jornaldeturismo.tur.br/destaque/80044-avianca-argentina-firma-parceria-com-a-amadeus
-para-conteudo-gestao-de-passageiros-e-e-commerce.html

 

VALOR

Galeão amplia número de voos com retomada da economia 

Por Agência O Globo

RIO  -  A concessionária RIOgaleão, que administra o Galeão, começa a recuperar o fôlego.
Embalada na retomada da economia, a empresa superou os principais entraves para a
reorganização societária e a revisão do cronograma de pagamento de outorgas. Agora, vem
ampliando o número de voos, especialmente para Europa e Estados Unidos, e terá voos para
novos destinos, entre eles Dallas, nos Estados Unidos, Assunção, no Paraguai, e até Varsóvia, 

na Polônia.

Companhias aéreas que não operam no terminal, como a chilena Sky Airlines e a boliviana
Amaszonas, também desembarcarão por aqui nos próximos meses. O movimento vai resultar 

na oferta de 7,3 milhões de assentos na alta temporada (dezembro a março), um crescimento
de 6% ante igual período de 2016. 

Parte dos novos destinos é a reativação de operações que foram suspensas em tempos de
crise. Caso da rota Rio-Dallas, que era operada pela American Airlines até o fim de 2013.
Outros são rotas novas, como Rio-Assunção, que será inaugurada em janeiro pela
Amaszonas. No caso de Varsóvia, foi acordado com a polonesa LOT Polish Airlines um total
de 15 voos não regulares entre novembro e março. Há ainda um acirramento da concorrência
em rotas já existentes, como Rio-Lima, que começou a ser operada pela Latam no fim de
outubro. Até então, a Avianca era a única que tinha voos diretos para a capital peruana a partir
do Rio.

Patrick Fehring, diretor da RIOgaleão atribui o aumento do número de voos e das frequências
basicamente a dois fatores. O primeiro deles é a estabilidade do câmbio, que fez o brasileiro
voltar a viajar para o exterior. Dados da Agência Nacional de Aviação (Anac) mostram que a
demanda por voos internacionais de empresas brasileiras cresce há dez meses seguidos,
desempenho melhor que o do mercado doméstico, que avança há sete. Além disso, diz o
executivo, há uma herança dos grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas,
que trouxeram muitos turistas para o Rio e que continuam a despertar interesse pela cidade, 

mesmo diante do aumento da violência.

“Há muitos chilenos e argentinos que têm vindo para cá. Se o dólar está alto ou baixo, isso
importa menos. O que inibe o viajante é se a moeda oscila muito. Com o dólar estável, viajar
para fora volta a fazer parte dos planos do brasileiro”, afirma Fehring. A estratégia da
RIOgaleão de reposicionar o aeroporto como porta de entrada e de saída do país também
contribui para o aumento da movimentação de voos e passageiros. De acordo com Fehring, 

as conexões domésticas estão sendo ampliadas em 12% este ano.

Quando uma companhia decide criar uma rota internacional, a conectividade é um fator
importante nessa decisão, pois lhe permite redistribuir os passageiros pelo Brasil. Segundo o
executivo, boa parte do aumento da movimentação de passageiros virá de outras cidades do
país, o que tornará o aeroporto menos dependente do mercado carioca. 

Serão 29 destinos para o exterior. Ainda assim, o Galeão tem muito espaço para expandir sua
malha. Com as novas operações previstas para os próximos meses, o aeroporto vai atender a
29 destinos no exterior — um a menos que em 2013, ano da privatização. No mercado
doméstico, haverá um leve crescimento no número de cidades atendidas, de 24 em 2013
para 28. Desde que assumiu a concessão, em 2014, a RIOgaleão já investiu R 2 bilhões,
principalmente em melhorias e ampliação de infraestrutura. No entanto, como a economia
entrou em recessão no fim daquele ano, as projeções de movimentação de passageiros não
se confirmaram, e o aeroporto ficou ocioso. Até o terminal 1 foi fechado.

Dilson Verçosa, diretor regional da American Airlines, a retomada da economia brasileira e a
disponibilidade de slots (autorização para pousos e decolagens) do Galeão foram
fundamentais na decisão da companhia aérea de retomar o voo para Dallas em dezembro.
Serão três voos semanais. A American também vai ampliar a frequência de um para dois voos
diários para Miami e passará a usar aviões maiores na rota Rio-Nova York durante a alta
temporada. A empresa, que já teve voos diretos dos Estados Unidos para dez cidades
brasileiras, hoje atende apenas cinco destinos no país. “Vamos quase dobrar o número de
assentos na alta temporada a partir do Rio. Além dos sinais de melhora da economia,
acreditamos que o visto eletrônico dos EUA para o Brasil a partir de janeiro vai reduzir a
burocracia e aumentar o mercado”, afirma Verçosa.

 

Latam vê espaço para elevar oferta em 2018 

Por João José Oliveira | De São Paulo 

A demanda pelo transporte aéreo no mercado brasileiro está consolidando a tendência de
recuperação e já possível enxergar oportunidades para voltar a elevar a oferta de assentos
em 2018, segundo avaliação do diretor-presidente da Latam Airlines Brasil, Jerome Cadier. 

"A demanda tem se mostrado sustentável. Diferentemente do segundo trimestre, quando
ainda havia uma alternância de uma semana boa [de vendas] seguida por uma semana ruim,
agora vemos mais estabilidade. A tendência de flutuação não vejo mais", disse Cadier em
entrevista ao Valor, após participar de uma teleconferência de resultados com analistas. 

As concorrentes Gol e Azul, que também divulgaram o balanço do terceiro trimestre com
melhores números para receitas e lucros, afirmaram, em conversas com jornalistas e analistas,
enxergar espaço para aumentar a capacidade nos próximos trimestres. 

Depois de cortar em 12% a oferta de assentos em 2016 ante 2015, a Latam Brasil ainda vai
fechar 2017 com uma redução de capacidade, mas agora menor, de 3%, ante 2016. "O ajuste
de capacidade foi feito e já há cenário em que vemos espaço para iniciar uma colocação de
mais oferta", disse Cadier. Segundo ele, a companhia está discutindo a malha aérea para o
Brasil na temporada de abril-agosto de 2018 com Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
"Essas discussões apontam para um crescimento", afirmou. "A minha sensação é que a
indústria está mais racional, afinal, sofreu muito nos últimos anos", disse o executivo,
referindo-se à crise na aviação brasileira, que registrou 19 meses seguidos de retração de
demanda, de agosto de 2015 a março de 2017, quando voltou a apresentar expansão de
tráfego.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a demanda por voos
domésticos cresceu 6,6% em setembro, o sétimo mês consecutivo de expansão. Segundo a
entidade, "esse desempenho dá condições ao setor para continuar a trajetória de crescimento
do ponto em que ela foi interrompida - em julho de 2015". 

É essa melhora da demanda no Brasil que permitiu à Latam apurar no país um aumento de
7% na receita média por passageiro por assento disponível a cada quilômetro voado (rask, na
sigla em inglês) - um dos fatores que alimentaram o incremento, de 5%, na receita consolidada
do grupo, que atingiu US$ 2,6 bilhões entre julho e setembro. 

Levando em conta toda a operação do grupo, a Latam Airlines apurou no terceiro trimestre um
lucro líquido de US$ 160,6 milhões, ganho quase 34 vezes maior ao obtido um ano antes. 

Além do ganho no Brasil - que responde por 26% da oferta de assentos da empresa -, a
receita média por passageiro da Latam Airlines também cresceu 7,4% nos mercados
domésticos de países de língua espanhola - Chile, Colômbia, Argentina, Peru e Equador e
7,2% nas rotas internacionais. 

"Uma série de medidas implementadas ao longo dos últimos trimestres começou a dar
resultados agora, gerando mais eficiências", disse o diretor presidente da Latam Airlines Brasil. 

No lado das despesas, os custos da Latam entre julho e setembro aumentaram 1,4%,
portanto, em ritmo inferior ao da expansão das receitas, atingindo US$ 2,4 bilhões. Assim, o
lucro operacional do grupo cresceu 60%, para US$ 244 milhões, determinando uma margem
de lucro operacional também maior, subindo de 6% para 9,2%. 

Ao fim do trimestre, a dívida financeira líquida da Latam totalizou US$ 6,7 bilhões, redução de
US$ 315,6 milhões em comparação com o trimestre anterior. 

 

Avianca Holdings diz que acordo com United deve ser assinado neste ano 

Por João José Oliveira | Valor

SÃO PAULO  -  O presidente-executivo da colombiana Avianca Holdings, Hernan Rincón,
afirmou que o grupo está a “algumas semanas” de finalizar o acordo de sociedade comercial
com a United Airlines, a terceira maior companhia aérea americana. “Estamos trabalhando
para a que a assinatura do acordo ocorra ainda neste ano-calendário”, afirmou, durante
teleconferência sobre o resultado da companhia no terceiro trimestre.

O vice-presidente estratégico da Avianca Holdings, Gerardo Grajales, disse, na mesma
teleconferência, que há negociações para que a Avianca Brasil faça parte da joint venture com
a United. O problema, apontou, é que a falta de um acordo de ‘céus abertos’ entre o Brasil e
os Estados Unidos deve atrasar a entrada da companhia aérea brasileira na sociedade.

Os países iniciaram em 2011 um processo de ‘céus abertos’ — por meio do qual companhias
aéreas de ambos podem abrir ou encerrar rotas e voos entre cidades dos dois territórios sem
prévia autorização dos órgãos reguladores e sem limitações de frequências. Mas a etapa final
desse programa, que vem sendo implementado paulatinamente, aguarda a ratificação pelo
Congresso brasileiro para que tenha a última fase concretizada.

A Avianca Holdings é controlada pelo grupo Synergy, do empresário Germán Efromovich, que
é irmão de José Efromovich, dono da Avianca Brasil. Apesar do parentesco entre os
controladores, as duas empresas são separadas e independentes e, por isso, estudam uma
fusão. 

O plano de sociedade comercial e de capital que envolve Avianca Holdings, United Airlines e
Avianca Brasil sofre a oposição do segundo maior acionista da Avianca colombiana, a
Kingsland Holdings, do empresário Robert Kriete, que abriu ações na Justiça americana para
interromper o processo. 

 

 

 


abear no facebook

abear no twitter

São Paulo

Av. Ibirapuera, 2332 - Conj. 22 - Torre Ibirapuera I
04028-002 | Moema | São Paulo/SP
+ 55 11 2369-6007

Rio de Janeiro

Av. Marechal Câmara, 160 - Edifício Orly, 12º andar, Sala 1210
20020-080 | Centro | Rio de Janeiro/RJ
+ 55 21 2532-6126

Brasília

SAUS Quadra 1 - Bloco J , 10/20 - Edifício CNT - Sala 506
70070-944 | | Brasília/DF
+ 55 61 3225-5215

(default) 11 queries took 0 ms
NrQueryErrorAffectedNum. rowsTook (ms)
1SELECT `Configuracao`.`id`, `Configuracao`.`tag_title`, `Configuracao`.`tag_keywords`, `Configuracao`.`tag_description`, `Configuracao`.`facebook`, `Configuracao`.`logo_file`, `Configuracao`.`logo_th_hidden`, `Configuracao`.`twitter`, `Configuracao`.`youtube`, `Configuracao`.`linkedin`, `Configuracao`.`google_analytics`, `Configuracao`.`email_destinatario`, `Configuracao`.`email_cc`, `Configuracao`.`email_remetente_host`, `Configuracao`.`email_remetente`, `Configuracao`.`email_remetente_senha` FROM `abear_2014`.`tb_configuracoes` AS `Configuracao` WHERE 1 = 1 LIMIT 1110
2SELECT `Endereco`.`id`, `Endereco`.`logradouro`, `Endereco`.`numero`, `Endereco`.`complemento`, `Endereco`.`bairro`, `Endereco`.`cep`, `Endereco`.`cidade`, `Endereco`.`estado`, `Endereco`.`telefone1`, `Endereco`.`telefone2`, `Endereco`.`fax`, `Endereco`.`email_rodape`, `Endereco`.`ativo`, `Endereco`.`ordem` FROM `abear_2014`.`tb_enderecos` AS `Endereco` WHERE 1 = 1 ORDER BY `Endereco`.`ordem` ASC330
3SELECT `Hotsite`.`id`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`premio_de_jornalismo_abear`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`agencia_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`agencia_abear`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_eng`, `Hotsite`.`clube_abear_titulo_esp`, `Hotsite`.`clube_abear`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_eng`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor_titulo_esp`, `Hotsite`.`tudo_para_voar_melhor`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_eng`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos_titulo_esp`, `Hotsite`.`transporte_de_orgaos`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_eng`, `Hotsite`.`asas_do_bem_titulo_esp`, `Hotsite`.`asas_do_bem`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_eng`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate_titulo_esp`, `Hotsite`.`aviacao_em_debate`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_ptbr`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_eng`, `Hotsite`.`quero_voar_titulo_esp`, `Hotsite`.`quero_voar`, `Hotsite`.`created`, `Hotsite`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_hotsites` AS `Hotsite` WHERE 1 = 1 ORDER BY `Hotsite`.`id` DESC LIMIT 1110
4SELECT `IntroCategoria`.`id` FROM `abear_2014`.`tb_intro_categoria` AS `IntroCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
5SELECT `Intro`.`id`, `Intro`.`texto_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_intro` AS `Intro` LEFT JOIN `abear_2014`.`tb_intro_categoria` AS `IntroCategoria` ON (`Intro`.`intro_categoria_id` = `IntroCategoria`.`id`) WHERE `intro_categoria_id` IS NULL AND `ativo` = '1' LIMIT 1000
6SELECT `VideoCategoria`.`id`, `VideoCategoria`.`nome_ptbr`, `VideoCategoria`.`nome_eng`, `VideoCategoria`.`nome_esp`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_ptbr`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_eng`, `VideoCategoria`.`url_amigavel_esp`, `VideoCategoria`.`created`, `VideoCategoria`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_video_categorias` AS `VideoCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
7SELECT `GaleriaCategoria`.`id`, `GaleriaCategoria`.`nome_ptbr`, `GaleriaCategoria`.`nome_eng`, `GaleriaCategoria`.`nome_esp`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_ptbr`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_eng`, `GaleriaCategoria`.`url_amigavel_esp`, `GaleriaCategoria`.`created`, `GaleriaCategoria`.`modified` FROM `abear_2014`.`tb_galeria_categoria` AS `GaleriaCategoria` WHERE `url_amigavel_ptbr` = 'clipping' LIMIT 1000
8SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`titulo_ptbr`, `Clipping`.`texto_ptbr`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr`, `Clipping`.`data` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`ativo` = '1' AND `Clipping`.`titulo_ptbr` <> '' ORDER BY `Clipping`.`data` DESC LIMIT 1110
9SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` <> '' AND `Clipping`.`id` <> 353 AND `Clipping`.`id` < 353 ORDER BY `Clipping`.`id` DESC LIMIT 1110
10SELECT `Clipping`.`id`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` <> '' AND `Clipping`.`id` <> 353 AND `Clipping`.`id` >= 352 AND `Clipping`.`id` != 353 ORDER BY `Clipping`.`id` ASC LIMIT 2110
11SELECT `Clipping`.`titulo_ptbr`, `Clipping`.`url_amigavel_ptbr` FROM `abear_2014`.`tb_clipping` AS `Clipping` WHERE `Clipping`.`id` <> 353 AND `Clipping`.`ativo` = '1' AND `Clipping`.`titulo_ptbr` <> '' ORDER BY `Clipping`.`data` DESC LIMIT 1010100